Fiori Gigliotti

Fiori Gigliotti nasceu na cidade paulista de Barra Bonita, em 27 de setembro de 1928. Quando menino, gostava de ouvir rádio e  já dizia que ia ser  radialista.  Ao crescer, ganhou mesmo voz bonita e fazia questão de caprichar nas palavras. Ouvia o locutor esportivo Rebelo Junior e imitava o” homem do gooooool inconfundível”e todos diziam que Fiori ia ser locutor esportivo também. Antes dos 20  anos, deu início a sua carreira, na Lins Rádio Clube, onde apresentava o programa de auditório :  “Alô Gurizada”. Em 1949, em Araçatuba, foi apresentar os programas : “Crepúsculo Romântico”e “Quando Fala o Coração “. Tinha resolvido sua profissão. Seria radialista, mas queria ainda o setor de esporte. Em 1952 transferiu-se para a capital paulista  e entrou na Rádio Bandeirantes. Foi apresentar o programa:”Quando Fala o Coração”, que ultrapassava mil cartas por mês, era um sucesso.Foi quando conseguiu ir para o setor de esportes e se sentiu feliz.

Sua primeira narração foi um treino da Seleção Paulista e do Santos Futebol Clube. Em 1953, foi escalado para cobrir o  sul -americano, no Peru. Edson Leite, já famoso, era o primeiro narrador e Fiori Gigliotti, que tinha só seis meses de casa, foi escalado como segundo. Aquilo causou desconforto na equipe, mas Fiori seguiu em frente. Em 1958,  Fiori Gigliotti foi para a Rádio Panamericana, como titular. Em 1962, ele transmitiu a 1ª Copa Libertadores.  De lá em diante, ele cobriu todos os grandes campeonatos do mundo e 10 Copas do Mundo. Em 1963,  voltou para a Rede Bandeirantes, e ali permaneceu por 36 anos, ou seja, até 1996. Nesse ano  foi para a TV Record  e mais tarde para a Rádio Capital de São Paulo.

Gigliotti esteve nas emissoras de televisão: TV Tupi, TV Record, e TV Bandeirantes.

Ele criou vários bordões, que ficaram famosos, entre os quais: “Agüenta, Coração”;  “Estamos no Crepúsculo do Jogo”; e o mais famoso deles: “Abrem-se as cortinas. Vai começar o espetáculo”.

Foto de Fiori Gigliotti

Foto de Fiori Gigliotti

No dia  8 de julho de 2006, faleceu Fiori Gigliotti, o grande locutor esportivo, que tinha nome de flor, segundo escreveu sobre ele o senador Eduardo Suplicy, que  foi seu admirador, desde todos os tempos e que muito o pranteou, assim como todos aqueles que com ele conviveram.

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: